• Guilherme Moro

Entrevista: Banda da Hora lança clipe de "Mudar de Galáxia" e visa novo EP

Quem nunca quis mudar de cidade, estado, país ou até de planeta? O violonista e compositor Daniel da Hora foi além e pensou em mudar de galáxia quando sofreu uma grande decepção amorosa. Exagero ou não, o sentimento foi tão legítimo que inspirou a composição de uma canção.


“A música conta a história de uma desilusão amorosa, com a qual o protagonista fica tão afetado que sente vontade de sumir, mudar de cidade, de país, de galáxia, de universo! Quem nunca passou por uma situação assim? Musicalmente, o conceito é de propositalmente juntar uma melodia/harmonia alegre, ligada a um pop e um rock mais animados, próximos da estética geral da banda, com uma letra triste, quase melancólica, ao estilo do que fez tão bem e com tanto sucesso, a banda inglesa The Smiths, nos anos 80. Este pretenso choque entre letra e música é o que torna o conceito interessante e diferente”, comenta Daniel.



Dirigido por Fábio Gavião, da Gavião Filmes, o vídeo conta a história de uma separação sentimental e a busca por um recomeço por parte do personagem central, que é vivido em cena pelo compositor da canção, Daniel da Hora.


Filmado em locações no Rio de Janeiro, a narrativa segue nosso ator/autor vagando a esmo, até encontrar um refúgio para seu sofrimento, imaginando-se em uma viagem intergaláctica. Vale conferir a animação ao final do vídeo.


O roteiro foi escrito pelo multitalentoso Ciro Acioli, ator e diretor premiado, que também foi o cantor convidado pela Banda da Hora para gravar a voz do single, lançado em todas as plataformas musicais em maio.


"A pandemia gerou dificuldades, principalmente para as equipes de produção e para os roteiristas. Tem limitações de cenários, já que não dá pra filmar em qualquer lugar que se queira, priorizando lugares sem aglomerações e abertos. É necessário operar com equipes reduzidas e diminui os recursos técnicos e artísticos que se pode usar. Outro ponto importante é a questão das interações entre atores, o que limita as possibilidades de roteiro”, disse Daniel sobre as dificuldades de se gravar um clipe em meio a pandemia.



Para reentrar na atmosfera terrestre (e musical) em grande estilo, a Banda da Hora convidou Fabrício Matos e André Vasconcelos para assumirem a produção, mixagem e masterização. O primeiro já foi nomeado sete vezes para o Grammy Latino, ganhando duas vezes como engenheiro de som, no primeiro álbum da banda Suricato e com o álbum do Tiago Iorc, "Troco Likes". O outro entrou para a banda do Djavan com 16 anos, já tocou com outros grandes nomes da MPB e foi produtor nos programas The Voice e Superstar. A dupla havia produzido o single Live Particular em seu Estúdio 2 (Barra da Tijuca, Rio) e a experiência mostrou que a parceria dava liga.


“A expectativa é que o novo single consolide a mudança de rumo da Banda da Hora, conectando a gente com o público que gosta deste tipo de música. Este novo estágio é uma afirmação de uma evolução do nosso som, mais mesclado com elementos pop e rock. Esta mudança já estava sendo construída ao longo de 2020, com o lançamento dos singles ‘Live Particular’ e ‘E Se’. Vamos lançar um novo single em setembro e em médio prazo iremos divulgar mais quatro ou cinco músicas, fechando um EP e consolidando a nova fase”, afirma Daniel da Hora.