• Guilherme Moro

Elefante Cinza convida à conexão com o outro no intenso single “Olha pra Mim”

Banda de um homem só, Elefante Cinza traduz a nossa busca por conexões reais em mais um passo após o elogiado EP “O Riso dos Que Não Choram”. O single “Olha pra mim” começa com um sample de The Doors, ganha contornos de stoner rock e inova nos elementos percussivos desse estilo para narrar o afastamento de duas pessoas em uma relação.



O projeto de Rodrigo de Andrade buscou inspiração em uma cena cotidiana, embora de ficção, para essa nova faixa. O artista criou toda uma narrativa partindo apenas da foto de uma cena da série “Bom Dia, Verônica”, onde um casal conversa e o homem pede a atenção da companheira ao dizer: “olha pra mim”.


“Por algum motivo, achei o frame interessante e tive a ideia de fazer toda a capa e intenção da música baseada num cenário onde uma pessoa pede a atenção da outra, sendo que esta não está mais presente na sua vida. No caso da capa, é a mulher pedindo atenção para o vulto do centro, quase um pedido de socorro”, traduz o artista. “E aí envolve experiências pessoais também. Sobre como nos afastamos de coisas e pessoas ao longo da vida e não temos nenhum direito de interferir. A transiência da vida, amores, identidade”, completa Rodrigo.



Pensando nessa estética e já com o refrão pronto, o músico convidou seu irmão, Renan Andrade, para escrever a letra sob seu ponto de vista. Não por acaso, essa perspectiva ecoou muito com a do próprio Rodrigo. O resultado é uma canção cuja intensidade e urgência vão crescendo, enquanto a narrativa chega ao ponto inevitável: o da despedida, um até logo até um possível reencontro.


“Olha pra mim” surge após o lançamento de uma sessão ao vivo onde Rodrigo de Andrade interpreta as canções do primeiro EP em formato intimista. A apresentação mostrou o DNA do trabalho, centrado na figura do próprio artista que assume vocal, guitarra, teclados e beats.


Elefante Cinza se tornou um projeto totalmente realizado pelo músico após o fim de sua banda, Damas do Nada, e a mudança de Rodrigo para o Rio de Janeiro. Em meio à pandemia, surgiu o primeiro álbum, “Ensaio para o Erro” (2020), seguido pelo EP mais recente, no ano seguinte.


Desde o lançamento de “O Riso dos Que Não Choram”, o músico já revelou uma faixa inédita em 2022: “Cúpula do Horizonte”. Agora, “Olha pra Mim” mostra a versatilidade de Elefante Cinza e apresenta outras possibilidades sonoras para o presente e o futuro do trabalho. O novo single já está disponível para streaming.

Posts recentes

Ver tudo