• Guilherme Moro

Conheça a cantora Néia: Do Tribunal de Contas de União, para uma carreira musical aos 60 anos

A vida é cheia de reviravoltas inacreditáveis. Néia, de 60 anos, trabalhou no Tribunal de Contas da União durante 35 anos de sua vida. Desde adolescente, ela teve contato com a música, cantando com seus irmãos de maneira despretensiosa, apenas como distração. Mal sabia ela que iria começar uma carreira musical após sua aposentadoria. “Eu sempre fui muito centrada na minha vida. Eu não pensava em música, não tinha tempo para isso. Meu negócio era estudar e trabalhar”, confessa Néia.


Com um álbum previsto para ser lançado em 2021, a cantora lançou um clipe de seu single, “Quero”, no ano passado. Com cara de superprodução, a canção contemporânea ultrapassa 20 mil visualizações no Youtube.


Os desafios de se iniciar uma carreira aos 60 anos de idade são inúmeros. Perguntado como sua família reagiu à sua nova empreitada dentro do meio musical, ela argumenta: “Houve muita estranheza, tanto é que eu não compartilhava isso com a minha família. Até hoje há dificuldades. Eles chegaram a verbalizar pra mim perguntando ‘Como uma mulher, de mais de 50 anos, que nunca cantou na vida, agora diz que está cantando?’. Eu senti um preconceito. Eu nunca cantei de fato, porque estava ocupada trabalhando. Eu tomei tudo isso como um estímulo”.


O preconceito sofrido pela artista, fez com que ela fosse atrás do que fez durante sua vida: estudar. “Eu sempre gostei de aprender. Me matriculei em uma escola de canto e desde a primeira aula a professora disse que eu era muito afinada. Até compus uma música que descreveu muito bem esse início. Todas as músicas que eu escrevo são coisas que eu vivo. O meu primeiro álbum terá sete músicas, todas minhas”.


Estudar, estudar e estudar. Várias vertentes do meio musical são exploradas por Néia. Em pouco tempo, ela se tornou uma verdadeira artista completa. “Eu tenho aula de canto, dança, teoria musical e faço ensaios com professores para poder adquirir técnicas vocais. Isso toma todo o meu tempo, mas é um tempo dado com alegria e satisfação”.


Artistas que iniciam suas carreiras muito precocemente, muitas vezes não conseguem lidar com toda a pressão em cima do trabalho por eles feito e muito menos com a fama. Muitos deles acabam se perdendo no caminho e caindo no esquecimento. Néia fez o caminho contrário e com muita categoria vai trilhando uma linda carreira.


O primeiro álbum da cantora será todo audiovisual. As sete faixas ganharão clipe. “O clipe de ‘Quero’ durou um dia inteiro de gravações. "Trabalhamos em equipe reduzida. No estúdio, gravei todos os coros dessa música, então eu gravava tudo por partes. A escolha de ‘Quero’ para ser o primeiro single, foi muito por conta desse momento. Eu escrevi essa música no início da pandemia. Ela fala de nosso cotidiano, que ficou no marasmo por conta dessa ocasião. Eu comecei a pensar em outras possibilidades de ser feliz. Para mim a música tem sido uma caminhada transformadora. Agora tenho sonhos. Confio em minha voz, confio em meu coração. Eu gosto de saborear a minha voz”.


Néia mostra que a música é algo inexplicável e que nunca é tarde para seguir, ou construir um sonho.


Videoclipe do single "Quero"