• Guilherme Moro

De executivo a violeiro: Guito lança "Iludido pelo acaso" em parceria com Nô Stopa

A tranquilidade na voz de Guito se une à serenidade de Nô Stopa em uma parceria digna de uma roda de viola. Amante da música, o intérprete de “Tibério” da regravação da novela Pantanal, embarca mais uma vez no som pantaneiro que descreve a sua personalidade. Desta vez, o ator e músico tem a filha de uma de suas maiores inspirações do gênero ao lado.



Nô Stopa, presente no meio musical desde 1998, é sucessora de Zé Geraldo, responsável pelas marcantes canções “Galho Seco” e “Milho aos Pombos” da trilha sonora da primeira versão da novela “Pantanal” em 1990. Envolto de muita inspiração, Guito compôs “Iludido pelo acaso” com seu estilo rural, que traz conforto em seus versos. “A Nô tem uma voz doce, com essa pegada da estrada que faz parte da minha história. Então, decidi compartilhar essa minha composição que é sobre amizade, resiliência e o privilégio de ver o sol nascer todos os dias”, comenta Guito.



Guito é cantor, músico, compositor, engenheiro agrônomo, ator e vendedor. O mineiro de Lavras formou-se motivado pela paixão que a novela despertou, quando ainda criança acompanhava a saga vivida por Zé Leôncio, no misterioso Pantanal. Hoje vive o privilégio de ser o Tibério, com quem tanto se identifica, papel conquistado por esta semelhança, observada pelos produtores de elenco da novela.