• Guilherme Moro

Daniel Pandeló Corrêa faz viagem ao fim da grande noite em EP produzido por Hugo Noguchi

Unindo esperança e desesperança em forma de um indie eletrônico experimental, Daniel Pandeló Corrêa se junta ao produtor musical Hugo Noguchi (Ventre, SLVDR, Posada e o Clã, Selo Diáspora) em seu primeiro trabalho puramente musical: o EP “Em Glória ou em Ruína”. Fazendo um registro da sensação de saber que o amanhã vai ser ruim, mas que a dor vai passar, tão comum no Brasil atual, o lançamento está disponível em todas as plataformas de música.



De lá para cá, Daniel Pandeló Corrêa vem transitando entre a poesia, a composição musical, o conto e a novela - desde então, já lançou também o cordel “Nadastar” (2007) e “Tristes camelos” (2009). Em “Bucolidade Urbana”, ele reuniu contos e poemas publicados em seu blog entre 2003 e 2006. São pequenas tragédias urbanas, de encontros e desencontros, alegrias e tristezas, com as nuances do olhar adolescente sobre uma realidade desigual. Já em “Nadastar”, cria um nordeste mítico em um interior qualquer para contar a história de amor entre uma mulher e uma televisão. Por fim, “Tristes camelos” é uma novela sobre obsessões sob o ponto de vista de um homem que não consegue lidar com um amor fracassado.

Em “Invocações” (2020), o artista recorre a preces pouco usuais em reflexões sobre espaços urbanos por onde passou, do Brasil à Europa, em uma busca por algo transcendental do passado que pudesse guiar para o futuro. E “Voando Reto Num Muro de Tijolos” (2020) é uma viagem por memórias e traumas acompanhando um narrador que busca respostas sobre o que é. Seja evidenciando casos de racismo ou vergonhas, o projeto traz um desespero de algo que queria ser dito há muito tempo, unindo influências que vão do indie ao samba, passando pela música latina. Agora, para “Em Glória ou em Ruína”, ele traz um pouco da estética experimental unida ao spoken word que o produtor Hugo Noguchi tem feito em seu projeto solo, como por exemplo no álbum “Humaniora”, de 2021.



“Eu admiro muito o trabalho do Hugo em todas suas facetas, seja nas bandas que ele fez parte ou nos projetos que ele produz e em sua postura política. Foi uma escolha de sonho trabalhar com ele. Ele pegou notas feitas em áudio no meu celular, como desabafos, editou e transformou em basicamente um som eletrônico em formato live set, pensado para ser ouvido tudo de uma vez só, com uma mistura de verborragia e carinho”, conta Daniel.

Com produção musical, mixagem e masterização de Hugo Noguchi e arte de Victoria Groppo, “Em Glória ou em Ruína” está disponível em todas as plataformas de música. Toda a obra literária de Daniel está disponível para download gratuito em www.danielpandelocorrea.com.br.

Posts recentes

Ver tudo