• Guilherme Moro

Chitãozinho & Xororó concorrem ao Grammy Latino 2022 com gravações feitas há mais de 10 anos

Nesta terça-feira, a Academia Latina de Gravação anunciou os indicados ao Grammy Latino 2022. Na categoria Melhor Álbum de Música Sertaneja, a dupla Chitãozinho & Xororó foi indicada pela sétima vez com o álbum "Legado".



Os irmãos paranaenses concorrendo ao Grammy não é nenhuma novidade, já que eles conquistaram o gramofone mais cobiçado da indústria musical em 5 oportunidades. O que chama atenção, é que as gravações deste álbum fizeram parte de um outro lançamento da dupla, vendido de forma promocional durante os shows.


Em 2006, eles assinaram um contrato promocional com a empresa Evomel, especializada em produtos naturais. Entre as ações promocionais, estava a distribuição deste CD, que na época recebeu o nome de "Especial". Não há uma data exata sobre quando ocorreram as gravações deste álbum, mas é fato que foram há mais de dez anos, pela duração do contrato da dupla com a empresa.


Gravação de "Depois de Mim" utilizada no CD promocional da Evomel e a mesma presente no álbum "Legado"


O disco promocional nunca foi trabalhado pelos irmãos e foi disponibilzado nas plataformas digitais despretenciosamente no ano passado, já com o nome "Legado", para alegria dos fãs, que podem usufruir das dez regravações feitas pela dupla.


Gravação de "Causa Perdida" disponibilizada no álbum "Legado"


O fato dessas músicas terem sido lançadas anteriormente, não tiram o mérito do álbum estar na lista do Grammy, muito pelo contrário, mostra o quanto a dupla tem o poder de renovar os arranjos de suas faixas mais clássicas e as de canções consideradas desconhecidas pelo público.


Além de "Legado", concorrem a categoria na categoria os álbuns "Agropoc" (Gabeu), "Expectativa x Realidade" (Matheus & Kauan), "Patroas 35%" (Marília Mendonça, Maiara & Maraísa) e "Natural" (Lauana Prado).