• Guilherme Moro

Cantora e atriz Marisa Orth retorna com o sucesso "Bárbara" primeiro espetáculo solo de sua carreira

“Há pessoas cujas vidas imploram para ser escritas”. Este pequeno trecho, de autoria do sempre genial Ruy Castro, foi extraído do prefácio de “A Saideira: Uma dose de esperança depois de anos lutando contra a dependência” (Editora Planeta), a celebradíssima autobiografia em que a escritora e jornalista Barbara Gancia expõe de peito aberto um tema de sua vida, que é tabu até hoje para muitos: a luta contra o alcoolismo.



E como há pessoas cujas vidas imploram também para ser representadas e ganhar novos contornos, as tragicômicas histórias dos mais de 30 anos de dependência do álcool e suas consequências contadas no livro finalmente ganham os palcos em "Bárbara", um espetáculo solo estrelado por Marisa Orth. O. retorno será no palco do Teatro Renaissance, em São Paulo, no dia 04 de novembro, com sessões às sextas (às 21h), sábados (às 19h) e domingos (às 17h), em curta temporada somente até 11 de dezembro. Apresentado pelo Ministério do Turismo “Bárbara” já tem ingressos disponíveis pelo site https://olhaoingresso.com.br/ ou na bilheteria do Teatro Renaissance (Alameda Santos, 2233- Jardim Paulista).

Dada a imensa repercussão que o livro causou desde seu lançamento, bem como as inúmeras e necessárias palestras que Barbara Gancia tem feito sobre o tema nos últimos anos, o desafio da montagem sempre foi o de não realizar uma simples transposição para o palco. “Como encenar algo já definitivo e tão bem relatado em um livro? Ao mesmo tempo em que a gente pensava nisso, sempre houve a certeza de que ‘A Saideira’ possui uma força cênica e precisava ganhar o palco para tocar outros públicos”, diz Marisa Orth.

A solução criada pelo diretor e idealizador do projeto, Bruno Guida, apostou em recursos cênicos simples e no jogo com a plateia, elementos que somente o teatro pode oferecer. Com uma dramaturgia livremente inspirada no livro, a autora Michelle Ferreira, utiliza algumas situações extraídas do livro, bem como inventa outras histórias, para dar forma à essa "nova Barbara ficcional”. “Bárbara” ganhou, assim, uma encenação limpa, privilegiando o trabalho de atriz em um texto forte, cômico e ao mesmo tempo emocionante.



Toda narrativa será de desconstrução e os elementos cênicos colaboram nesse sentido. O espetáculo conta com Direção de Movimento e Suporte Cênico de Fabricio Licursi, Direção de Arte de Gringo Cardia, Figurinos de Fause Haten, Designer de Luz de Guilherme Bonfanti, Trilha Original de André Abujamra, Efeitos especiais de G2 FX/ Rick Passos e Fotos de Bob Wolfenson. A Realização é da Palco 7 Produções, de Marco Griesi; Rega Início Produções, de Renata Alvim; e Solo Entretenimento, de Daniella Griesi.

Uma das atrizes mais versáteis de sua geração, com imensa contribuição na TV, Teatro Musical, Cinema e Música, Marisa Orth volta às suas origens com o espetáculo. "Bárbara é um exercício para mim de multitarefas, eu como atriz posso estar me exercitando, em tantas frequências: tem bastante humor, tem papo reto com a plateia, tem um trabalho de composição corporal, explorando coisas que eu sempre desejei fazer e mesmo assim é uma peça simples, é uma peça de 'contação' de uma história que a gente achou relevante, emocionante e que nos inspirou a criar uma outra história”, reflete.