top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Brasileiros no Canada, Ana & Eric fazem estreia com o álbum Our House From Here

Duo brasileiro baseado no Canadá, Ana & Eric lança hoje (26 de abril) o álbum de estreia: Our House From Here. Como o nome sugere ("Nossa casa daqui" em tradução livre) o disco "fala sobre o processo de encontrar um novo lar em um novo país, enquanto olhamos adiante e perseguimos nossos sonhos, mas também olhamos para trás em busca de nossas raízes", conta Ana Luísa Ramos, parceira de Eric Taylor Escudero. Ouça aqui.



Com lançamento pela gravadora canadense The Citadel House, a turnê do álbum – que tem canções em português e inglês – vai passar em cinco cidades do Atlântico Canadense, em maio. Há também previsão de realizar shows no Brasil onde, inclusive, Ana & Eric esteve em janeiro deste ano com diversas apresentações no estado de São Paulo.


Gravado entre 2021 e 2022, Our House From Here tem influências do Folk – gênero que floresceu com bastante força nas tradições musicais canadenses – e também da Bossa Nova, movimento que foi responsável por divulgar a música brasileira no exterior. A produção é assinada por Dean Stairs, da The Citadel House, gravadora que fica na cidade de Lewisporte. “Este projeto é único e interessante, com composições excepcionais, além de ótimos arranjos de violão criados por Eric e do talento vocal incrível da Ana”, diz o produtor. Já Darren Browne, multiinstrumentista que gravou no disco, comenta sobre o encontro com Ana & Eric: "Nós nos conhecemos em um show no nosso bairro e mencionei para a Ana que eu estava aprendendo a tocar Choro no bandolim. Desde então nos tornamos amigos e começamos a fazer shows juntos”.


Entre as participações, estão respeitados musicistas da região do Atlântico, como: Darren Browne (Kubasonics, Youngtree & The Blooms, The Burning Hell); Carole Bestvater (Youngtree & The Blooms, LadyLike, The High and Lonesome); Hunter Madden e Andrew McCarthy. "A participação desses artistas deu ao álbum uma grande amplidão, além de riqueza de timbres e texturas que, de certa forma, representam muito bem a mistura de influências de nossas raízes brasileiras e do nosso novo lar no Canadá", comenta a artista.

Comentários


bottom of page