• Guilherme Moro

Bia Nascimento antecipa EP com single “Teoria do Chão”

Depois de surpreender com o single “Brasa Cor”, inspirado pelas montanhas da Serra da Mantiqueira, a violonista e compositora mineira BiaNascimento volta à terra firme em “Teoria do Chão”. A faixa é mais um gostinho de seu primeiro EP solo, a ser lançado em setembro.



Acompanhada pela bateria de Leandro Scio, Bia homenageia nesta composição a também violonista e cantora Luisa Lacerda, que participou do single “Azur” ao seu lado, lançado em setembro de 2021.


“Assim que ela aceitou meu convite de gravar ‘Azur’ e dividir o arranjo de violões comigo, senti tanta gratidão que logo compus ‘Teoria do Chão’, instrumental. Carrego muitas teorias com e sem nexos na cabeça, mas essa vem da terra, meio árvore que cresce e dá pouso pra passarinho voar. Acho que é esse o gosto que tem a música. Compor ‘Teoria do Chão’ foi a forma que encontrei para agradecer a generosidade de Luisa ao aceitar o convite para gravar ao meu lado. Nesse sentido, ‘Teoria do Chão’ é também uma homenagem à valorização das mulheres compositoras e instrumentistas da música brasileira”, reflete Bia.


A artista propõe um instrumental com forte conexão com a música popular e que dialoga com o ouvinte mesmo sem letra - principalmente, sem recortes elitistas ou limitadores. Parte de uma nova cena instrumental mineira diretamente de Juiz de Fora, ela integra também o Duo Nascente, que acaba de lançar um EP de estreia guiado pelos mesmos princípios.


Bia toca violão desde os oito anos de idade e se orgulha de ter trabalhado, desde 2010, com várias cantoras e instrumentistas de Juiz de Fora, Rio de Janeiro e São Paulo em projetos, festivais, eventos e shows diversos.



Um dos seus trabalhos mais marcantes foi a Banda Matilda, formada por quatro mulheres artistas, que ao longo de 10 anos de atividade participou de inúmeros festivais e projetos artísticos, foi premiada em 3º lugar no WebFestValda (Rio de Janeiro, 2017), recebeu o Prêmio Grão de Música (São Paulo, 2016) e o Troféu Mulher Cidadã (Juiz de Fora, 2010).


Como compositora, assina músicas para a Banda Matilda no álbum “Patuá” (2016), a trilha sonora do filme “A menina que colecionava estrelas” (2016), com direção e roteiro da artista Ana Cláudia Ferreira e, recentemente, a trilha sonora do filme curta-metragem “Piranga, o herói taciturno” (2022), com direção de Mônica Veiga e Daniel Couto.


Bia passou pela Escola Portátil de Música e pela Casa do Choro (RJ) e se formou na graduação de Licenciatura em Música na Universidade Federal de Juiz de Fora. Em 2021, iniciou seu mestrado em Música pela Universidade Federal de Minas Gerais em Belo Horizonte, onde investiga as mulheres compositoras e instrumentistas do Choro no século XIX mediante as questões de gênero e a musicologia.


Além disso, integra o trio de choro Caetano Brasil & O Choro Livre, ao lado do clarinetista Caetano Brasil e do percussionista Chico Cabral. Agora, Bia foca no seu trabalho autoral, e prepara o lançamento do EP “Brasa Cor” para o próximo mês. Enquanto isso, é possível ouvir “Teoria do Chão” e a faixa-título em todas as principais plataformas de música.