top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Banda Hecto faz releitura de música cinquentenária de Tom Zé

As ruas Augusta, Angélica e Consolação colecionam, nas suas sombras, histórias de milhares de pessoas que por ali passam todos os dias. Amores, desilusões, desatinos, risos, lágrimas, saudades e maldades. Canção de Tom Zé, que faz uma homenagem ao samba e à cidade de São Paulo, lançada originalmente em 1973 no álbum “Todos os Olhos”, acaba de ganhar uma nova versão, agora bilíngue, com os acordes do rock/pop da banda Hecto, formada por Guilherme Gê e Marcelo Lader, e feat do próprio Tom Zé. A música ficará disponível nas plataformas dia 01 de agosto.


Marcelo Lader, Guilherme Gê e Tom Zé (Crédito Déa Moura)

Após o sucesso de "Nada Será Como Antes" (Milton Nascimento/Ronaldo Bastos) com participação de Ney Matogrosso, a banda promete mais uma vez surpreender os fãs com essa nova interpretação. A faixa tem a percussão e o pandeiro certeiro de Marcos Suzano e a bateria elegante de Mario Fabre (Titãs). Além disso, Guilherme Gê emprestou sua expertise para gravar diversos instrumentos, enriquecendo ainda mais a sonoridade da faixa. Com a participação de Tom Zé e essa combinação de talentos, o lançamento de "Augusta, Angélica e Consolação" promete ser um destaque no cenário musical. “ É uma honra dividir os vocais com o mestre Tom Zé, justamente numa obra prima dele. E contar com o acolhimento e a generosidade de sempre na hora de gravar. Vale ressaltar ainda que o nosso querido Tom nos deu liberdade para fazermos uma adaptação em inglês desta música, transformando em uma versão bilíngue”, comenta Gê.

Com a palavra, Tom Zé: “A música está muito boa, aproveitando principalmente os elementos próprios do estilo. A Banda Hecto é muito eficiente e o Guilherme Gê canta muito bem. Estou muito satisfeito com a gravação, digna de vocês escutarem.”

Commentaires


bottom of page