• Guilherme Moro

Artista brasileiro faz parceria inédita com a gigante Martin Guitar

Muitos artistas sonham em conquistar grandes plateias, impactar as pessoas com sua música e estar entre os maiores do mundo. E quando esse reconhecimento chega e você se encontra entre as estrelas mundiais, a ficha demora a cair. Assim tem sido com Raffa Torres. Recentemente o cantor passou a integrar um seleto time de artistas a ter uma parceria com a C.F. MARTIN & Co. a maior e mais respeitada marca de violões do mundo.



Raffa Torres é o primeiro cantor brasileiro a ser convidado a visitar a fábrica da MARTIN GUITAR, nos Estados Unidos, e o primeiro a figurar no seleto casting de artistas mundialmente apoiados pela marca.


O paulista criado em Vitória da Conquista (BA) agora faz parte do elenco de estrelas da música mundial com parceria da marca, como John Mayer, Shawn Mendes, Eric Clapton e Ed Sheeran, além de lendas como Kurt Cobain, Elvis Presley, John Lennon e Johnny Cash. “O nosso país tem inúmeros ídolos na história, e mesmo assim eu ser o primeiro a representar o nosso país dentro do casting da maior marca de violões do planeta é algo que jamais imaginei. Confesso que a ficha não caiu completamente (risos)”, confessa o artista.


Raffa Torres é um dos nomes mais promissores na música nacional, dito por artistas de diversos gêneros. Raffa traz uma pegada bem pop ao seu som e visual, apesar das letras de suas canções, inspirações e influências serem totalmente sertanejas. Seu estilo de tocar, cantar e se expressar chamaram a atenção da gigante dos violões. A ponte desse primeiro contato foi feita a partir de uma parceria com a cantora Ryn Dean, em uma música que fez parte da trilha sonora da novela “Malhação” (Rede Globo). A agente de Ryn comentou que a MARTIN achou que o som do brasileiro tinha tudo a ver com a marca e perguntou se o artista teria interesse em uma parceria com eles. A resposta veio prontamente. “Óbvio!”



Raffa conta que a visita ao museu com os lendários instrumentos que compõem a história da MARTIN “foi como uma criança visitar a Disney”. “A gente vai passando por uma linha do tempo histórica desde que o C. F. MARTIN chegou da Alemanha e criou os primeiros modelos, ainda com cordas de nylon, e esses modelos estão expostos. O primeiro violão que eu toquei lá foi um desses primeiros modelos, fabricado em 1834, e continua assustadoramente impecável, afinado, perfeitamente regulado. Pra cada acorde vinha uma lágrima junto”, revela o cantor que não cansa de dizer que a ficha ainda não caiu. “As minhas maiores inspirações internacionais também fizeram parte do casting da Martin, e isso torna tudo isso ainda maior. John Mayer, Ed Sheeran, John Lennon, Elvis, Eric Clapton... São artistas que influenciam muito o meu jeito de tocar violão, e é surreal representar a mesma marca de violões que eles.”


No dia da visita, a equipe da marca abriu a fábrica uma hora mais cedo, somente para recebê-lo, e Raffa teve a oportunidade de ser guiado por toda a estrutura desde a madeira “bruta” usada na fabricação dos violões, até a parte final que são os testes com músicos profissionais em cada violão ali produzido. Cerca de 300 por dia.


O trabalho é quase que 80% manual, e para um violão ficar pronto existem mais de mil processos realizados. Essa visita foi finalizada na parte do museu, onde foi possível conhecer cada violão que a MARTIN já produziu, durante a sua abertura (em 1833) e o Raffa pode tocar cada instrumento que lhe foi apresentado, inclusive os mais raros e que pertenceram aos maiores astros da música. Sem dúvidas, uma experiência única.



“A forma que me receberam na fábrica ficou guardada no meu coração. Eles ficaram claramente felizes em receber um artista brasileiro, e me trataram com muito carinho e muita atenção. O Rory Glass e toda a equipe são fantásticos comigo e com a minha equipe. Eles trabalham como família. É lindo me sentir parte da família Martin”, conta o brasileiro.


Mais sobre Raffa Torres - Raffa já teve música na novela global “Salve-se quem Puder” (2020) com o hino “A Vida É um Rio”, que soma mais de 100 milhões de visualizações nos clipes oficiais. Com a marca de 4 bilhões de acessos nas plataformas digitais (você não leu errado: 4 BILHÕES), são mais de 900 mil seguidores no Instagram, no Youtube o artista já ultrapassa 1 milhão de inscritos e soma mais de 390 milhões de visualizações de seus vídeos.


Já nas rádios, a mais recente música a figurar entre as mais tocadas foi a contagiante “Primeiro Impulso” (assista aqui: https://www.youtube.com/watch?v=YRJTMdGsTpc), além de "Ferra Minha Vida", que em algumas cidades se mantém entre as dez mais executadas (assista aqui https://www.youtube.com/watch?v=SsVhRfEH3Iw). Antes dela, ele já emplacou “Moça do Caixa”, a nona música mais tocada do ano passado, e “A Vida É um Rio”, que permaneceu entre as dez mais tocadas por seis meses, ficando por mais de 90 dias em primeiro lugar, em 2020.


Raffa também é um dos compositores mais respeitados da atual geração e com mais de 30 hits que já passaram pelo primeiro lugar entre as músicas mais tocadas no país, Raffa Torres tem mais de mil composições registradas. Algumas delas se tornaram sucessos consagrados, como "Eu Era" (Marcos & Belutti); “2050” (Luan Santana), “Nessas Horas” e “Ao Vivo e a Cores” (Matheus & Kauan ft. Anitta), “Contrato” (Jorge & Mateus),“Parece Namoro” (Marília Mendonça) e “Quase” (Cleber e Cauan), que despontaram em primeiro lugar nas rádios de todo o Brasil durante meses. Mas a lista de artistas que faz Raffa Torres ser um dos principais e mais respeitados compositores do país, conta ainda com Fernando & Sorocaba; Michel Teló; Felipe Araújo; Henrique & Juliano; João Bosco & Vinicius; Thaeme & Thiago, Paula Fernandes, e também alguns artistas do samba como Dilsinho, Sorriso Maroto e Thiaguinho; além de seus ídolos Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone. Já em números, só no Youtube, esse alcance ultrapassa 2 bilhões de visualizações dos clipes oficiais.