• Guilherme Moro

Arraiá do Bem reúne diversos artistas em evento beneficentes

O Arraiá do Bem é uma festa beneficente tradicional no Rio de Janeiro. Este ano ela chega à sua 14ª edição. No ano passado, o evento teve sua primeira edição remota, em razão da pandemia da Covid-19. Ainda que as regras estejam um pouco mais flexíveis, o evento será novamente transmitido pela internet em respeito às normas de distanciamento. O Arraiá do Bem Online terá as participações de Geraldo Azevedo, Lucy Alves, Mariana Aydar, Pedro Miranda, Edu Krieger e Patricia Mellodi, entre outros. Quatorze artistas ao todo vão animar a live, que será exibida, dia 24 de julho (sábado), a partir das 19h, no canal da instituição no YouTube. O evento levanta fundos às obras sociais da Casa de Francisco de Assis, em Laranjeiras. O ingresso custa R$ 10 e pode ser adquirido no site VoucherSeguro ou pelo whatsapp (21) 98814-4467.


O nome Arraiá do Bem não é por acaso. A festa foi criada com a finalidade de levantar fundos para as obras sociais da Casa de Francisco de Assis, fundada há 46 anos num casarão de Laranjeiras, Zona Sul do Rio de Janeiro. No local funciona, por exemplo, a Creche Santa Clara, inaugurada em 1996 e que, hoje, ampara 72 crianças (começou com apenas oito) que recebem tratamento médico, odontológico, terapêutico e psicológico oferecidos por profissionais voluntários. A instituição conta hoje com 120 voluntários que atuam ali juntamente com os 27 funcionários contratados.


Mas nem tudo é só festa. Zelar pela qualidade dos serviços e pelo bem estar das crianças exige muito empenho. A obra social é mantida majoritariamente por doações de pessoas físicas (a prefeitura do Rio cobre o custo de 20 crianças). E é preciso jogo de cintura para pagar as contas. E o Arraiá do Bem é um forte alicerce para a casa. Houve um momento em que o teto quase caiu, mas uma ideia acabou sendo um divisor de águas na história da instituição.


Parte do sustento da casa vinha de bazares promovidos em diferentes pontos da cidade. No ano de 2007, uma das lojas foi pedida pelo proprietário --o que representaria uma queda significativa nas arrecadações. Então vivendo no Rio e atuando como voluntária na Casa de Francisco de Assis, a cantora Adriana B sugeriu a realização de uma festa junina para cobrir o buraco aberto com a devolução da loja. Nascia ali o “Arraiá do Bem”.


A ideia deu tão certo que chega ao seu 14º ano de existência. Chega de uma forma diferente da que o público está acostumado, mas sem perder duas de suas principais características: o propósito da solidariedade e a vocação para a alegria. Alegria de ajudar aqueles que precisam.


As vendas estão disponíveis pelo site Voucherseguro, ou pelo Whatsapp: (21) 98814-4467