top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Arnaldo Brandão encerra comemorações de 50 anos de carreira com grandes encontros no Manouche

Comemorar 50 anos de carreira é para poucos. Fazer isso em um palco recheado de grandes nomes da música é algo que vai além. Arnaldo Brandão está pronto para encerrar as comemorações de seus 50 anos de carreira em um evento único no palco do Manouche. Marcado para a próxima quinta-feira, dia 14 de setembro, este show contará com a participação especial de alguns dos maiores nomes da música nacional.



Fechando a série de shows em homenagem às cinco décadas dedicadas à música, Arnaldo Brandão se apresenta no Manouche, importante casa de espetáculos localizada no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, com presenças de George Israel, Dadi Carvalho, Vinicius Cantuária, Pedro Mahal, Alamo Leal e Tavinho Paes.


A trajetória musical de Arnaldo Brandão é uma jornada repleta de momentos marcantes. Em 1969, ele se juntou à banda de rock The Bubbles, que acompanhou Gal Costa na boate Sucata, sob a direção de Jards Macalé e Hélio Oiticica. A partir daí, a banda alçou voos internacionais, incluindo apresentações em Lisboa e no Festival da Ilha de Wight em 1970. Em 1971, o grupo se transformou em A Bolha e conquistou popularidade nos bairros do Rio de Janeiro com seu rock pesado.


Arnaldo Brandão também é lembrado por suas colaborações com diversos artistas renomados, incluindo Raul Seixas, Luiz Melodia, Jorge Mautner, Jorge Ben Jor, Gonzaguinha, As Frenéticas, Zé Rodrix e os Doces Bárbaros, deixando sua marca única na música brasileira.


Em 1978, ao lado de Caetano Veloso e Vinícius Cantuária, ele criou A Outra Banda Da Terra, introduzindo uma nova levada na música brasileira chamada de "Ao Contrário", que deslocava o tempo forte para o fraco. Este período também viu a formação da banda Brylho, que lançou o sucesso "Noites de Prazer" em 1981.


Arnaldo Brandão foi um membro fundamental da banda de rock brasileiro Hanói-Hanói, onde atuou como vocalista, letrista e baixista, contribuindo com sucessos como "Totalmente Demais", gravado por Hanoi-Hanoi e Caetano Veloso em 1986.


A carreira de Arnaldo Brandão é marcada por diversas colaborações, incluindo a composição da música "O Tempo Não Pára" com Cazuza em 1988 e a colaboração com Lobão na criação de "Rádio Blá" em 1987.

Comentarios


bottom of page