top of page
  • Foto do escritorGuilherme Moro

Alaíde Costa lança canção visceral de Junio Barreto

Canção inédita do pernambucano Junio Barreto, “Ata-me” é o novo single de Alaíde Costa. O lançamento foi marcado para hoje, dia 21 de setembro, quinta-feira, três meses antes de a cantora e compositora carioca completar 88 anos de vida - 70 dos quais dedicados profissionalmente à música.


A faixa tem produção de Marcus Preto, Pupillo e Emicida, mesmo trio que criou com Alaíde “O que Meus Calos Dizem Sobre Mim”, álbum de estúdio lançado no ano passado que marcou uma nova fase na carreira da cantora, recebendo diversos prêmios (Profissionais da Música e Prêmio da Música Brasileira, entre outros) e entrando em quase todas as listas de melhores álbuns do ano.


“A voz de Alaíde Costa é o que não se enquadra nas limitações do tempo, e quando a grande diva interpreta um arranjo musical belíssimo com toda a sua maestria, força e delicadeza, a canção eterniza”, diz Junio Barreto. “Eu me sinto muito orgulhoso, honrado e feliz por ‘Ata-me’ ganhar lugar em sua linda voz. Amor de muito, Alaíde Costa atou para sempre o meu coração.”


A cantora deu à canção uma interpretação visceral, de acordo com a intensidade da letra.


“Desde que ouvi pela primeira vez, eu me apaixonei completamente por ‘Ata-me’”, diz Alaíde. “Aprendi a música e a letra na mesma semana e desde então, quase todos os dias, eu me pego cantando por aí: em casa, na rua, em todo canto.”


O arranjo de base de “Ata-me”, mais uma vez, foi criado por Pupillo (bateria e direção musical) junto aos músicos Fábio Sá (contrabaixo acústico), Léo Mendes (violão) e à própria Alaíde. A gravação de base e voz foi feita por Big Rabello no estúdio Da Pá Virada, em São Paulo. Os sopros foram arranjados, tocados e gravados em Recife por Henrique Albino, talentosíssimo músico pernambucano que tem como estandarte a renovação e inovação baseada nos elementos tradicionais da música de seu estado.


“Ata-me” é lançada quatro meses depois de “Moço”, canção escrita por Marisa Monte e Carlinhos Brown que abriu o caminho para o próximo álbum de estúdio de Alaíde Costa. Esse será o segundo volume da trilogia da cantora com o trio Preto-Pupillo-Emicida e tem lançamento previsto para o primeiro semestre de 2024. “A gente segue trabalhando incessantemente, é uma delícia”, diz Marcus Preto. “Alaíde gosta do trabalho, tem uma memória impressionante e aprende as músicas novas com muita facilidade. Tanto que prefere gravar duas canções no mesmo dia. Pra nós, que somos de outra geração, é um aprendizado imenso assistir ao processo dela, à relação profunda que tem com a música.”

bottom of page